IIPE se reúne com representantes ministeriais dos estados subnacionais membros da ZICOSUR
O encontro virtual teve como objetivo a revalorização do diálogo regional, plural e multissetorial a partir das tensões e desafios que surgiram com a pandemia nos sistemas educacionais latino-americanos.
Banner - IIPE e ZICOSUR

Representantes do Instituto Internacional de Planejamento Educacional (IIPE) da UNESCO, em conjunto com a Secretaria Pro Tempore da Zona de Integração do Centro-Oeste da América Latina (ZICOSUR), reuniram-se virtualmente com os altos funcionários da área da educação dos Estados-membros subnacionais.

No encontro, que girou em torno das tensões, demandas e desafios gerados pelo prolongamento do tempo de isolamento social e o retorno às aulas, o Coordenador da Cooperação Técnica do IIPE, Henry Armas, apresentou os projetos e linhas de ação que, através do Instituto, podem ajudar os Estados-membros no planejamento e na gestão de seus sistemas educacionais. O coordenador destacou a necessidade de trabalhar as disparidades educacionais em busca de melhores resultados de aprendizagem.

Nessa linha, a Especialista do Programa em Comunidades de Prática do IIPE, Natalia Fernández Laya, apresentou o trabalho da Rede de Especialistas em Políticas Educacionais e convidou as autoridades dos estados subnacionais a fazerem parte deste espaço virtual que reúne profissionais envolvidos na concepção, implementação e análise de políticas educacionais. Conforme explicado na reunião, essa comunidade de prática oferece um espaço de contato, troca e debate entre especialistas que trata de temas vigentes na agenda educacional da América Latina, fortalecendo as capacidades dos sistemas educacionais para cumprir as metas do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 4 (ODS 4).

Os mais de 20 representantes da área de educação dos estados subnacionais da Argentina, Bolívia, Brasil e Chile que fazem parte da ZICOSUR, trocaram experiências sobre as diferentes estratégias desenvolvidas em cada região para superar as limitações do cenário de crise causado pela COVID-19 e garantir o acesso educacional. Cada representante ministerial apresentou as medidas tomadas em suas respectivas gestões desde o início da pandemia, nas quais se destacaram a importância do uso da tecnologia e a cooperação com as dependências governamentais de cada região, visando garantir uma educação para todas as pessoas.

Entre os participantes estão, pela Argentina, Miguel Sedoff, Ministro da Educação, Ciência e Tecnologia de Misiones; Isolda Calsina, Ministra da Educação de Jujuy; Julio Sanduay, Secretário de Planejamento Educacional de Catamarca; Alejandro Piccoli, Subsecretário de Educação de Santiago del Estero; Elvio Romero, representante do Ministério da Educação de La Rioja; Isabel Amate Pérez, Secretária de Gestão Educacional de Tucumán; Analía Guardo Gallardo, Secretária de Planejamento Educacional e Desenvolvimento Profissional Docente de Salta. Pela Bolívia, participaram o Pastor Flores, Secretário de Desenvolvimento Humano de Oruro. Pelo Brasil, participaram Meryna Terezinha Juliano, representante da Secretaria de Educação do Paraná; e Jane Sifuentes Machado, Gestora Governamental no Mato Grosso. Pelo Chile, participaram Hugo Keith Acevedo, Secretário Regional Ministerial de Educação de Antofagasta; Hansel Bermudez, Chefe de Planejamento do SECREDUC de Atacama; e Guillermo Alberto Inostroza, Coordenador Regional de Formação e Participação Cidadã de Coquimbo.

Data