Dia da Educação: para os povos, o planeta, a prosperidade e a paz
O mundo comemora a data com foco nos "4Ps" que construirão nosso futuro
Crianças na Argentina

© UNICEF2012-DNM

No dia 24 de janeiro, o mundo celebra pela segunda vez o Dia Internacional da Educação, proclamado pela Assembleia Geral da ONU em 2018 com o objetivo de reconhecer a educação como pilar do bem-estar humano e o desenvolvimento sustentável.

Este ano, o foco das comemorações é a importância da aprendizagem como ferramenta para o empoderamento dos povos, a preservação do planeta, a prosperidade e a promoção da paz, lembrando sempre o papel da educação como um direito fundamental e um bem público.

Os chamados "4P" destacam a natureza integral da educação, seus objetivos humanistas e seu papel central na realização de nossos anseios coletivos de desenvolvimento.

"Todos os agentes, sejam eles líderes políticos de alto nível ou cidadãos, Estados ou associações, docentes ou pais de alunos, têm um papel a cumprir, em diferentes escalas, para transformar o direito à educação em uma realidade para todos." - Audrey Azoulay, Diretora Geral da UNESCO.

Em sua mensagem oficial (disponível em espanhol) pelo Dia Internacional 2020, Audrey Azulay mostrou preocupação em relação à atual crise mundial de aprendizagem, confirmada por dados do Instituto de Estatística da UNESCO. Hoje, 258 millones de crianças e jovens continuam fora da escola; 617 milhões de crianças e adolescentes não sabem ler nem fazer contas de matemática; menos de 40% das meninas na África subsaariana terminam o primeiro nível da educação secundária e quatro milhões de crianças e jovens refugiados não frequentam a escola. 

Faltando dez anos para o prazo da Agenda Educação 2030, este Dia Internacional representa uma importante chamada à ação em prol da educação. A partir de agora, “a educação inclusiva e equitativa e de qualidade, e (...) oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todas as pessoas” passam a ser um objetivo em si mesmo, e o meio necessário para acelerar o progresso para o cumprimento dos 17 objetivos de desenvolvimento sustentável.

 

"4Ps" rumo ao futuro

 Povos

A educação como ferramenta de inclusão e empoderamento

A educação é o centro do desenvolvimento, tanto para pessoas quanto para comunidades. Sua missão é ajudar cada pessoa a desenvolver plenamente seu talento e alcançar seu potencial criativo, incluindo a organização de sua própria vida e sua capacidade de contribuir para a sociedade. A educação também é um poderoso catalisador para combater a pobreza e a desigualdade, melhorar a saúde e o bem-estar e superar as discriminações.

Além disso, é essencial para alcançar a igualdade de gênero e permitir que as pessoas tenham uma vida saudável e tomem decisões informadas, tanto para si mesmas, quanto para sua família e sua comunidade. A educação pode fortalecer a democracia e o Estado de direito e melhorar a igualdade através do empoderamento das diferentes populações vulneráveis. Por fim, a educação nos permite enfrentar desafios sociais multidimensionais, como a pobreza, desigualdades sociais e isolamento social.

Atualmente, a UNESCO está trabalhando para promover a mobilidade estudantil, aprovando, na 40ª sessão da Conferência Geral, a primeira Convenção Mundial sobre o Reconhecimento de Qualificações Relacionadas à Educação Superior.

 Prosperidade

A educação é o melhor investimento para o futuro

"A educação é o instrumento mais eficaz, a médio e longo prazo, para reduzir a pobreza e a desigualdade e favorecer a inclusão social", afirma Audrey Azoulay. Reduzir as diferenças na educação pode melhorar o acesso de grupos desfavorecidos a empregos decentes. Um estudo realizado pela UNESCO indica que, se todas as pessoas pudessem concluir o ciclo da educação secundária, conforme previsto no ODS 4, a pobreza mundial poderia ser reduzida pela metade. A educação está claramente associada ao aumento da renda das pessoas: em 139 países, a taxa de retorno por ano de escolaridade complementar aumenta para uma média de 10%. As taxas de retorno são mais altas nos países pobres que carecem de mão de obra qualificada.

  Planeta

Só a educação tem o poder de produzir mudanças de comportamento duradouras

As atividades individuais e coletivas exercem forte pressão sobre o planeta e as formas de vida que ele abriga. Os cientistas vêm nos lembrando, cada vez com mais urgência, que a sobrevivência da espécie humana está ameaçada se não houver mudanças significativas nos modelos de desenvolvimento atuais, que causam degradação ambiental, perda acelerada de biodiversidade e mudanças climáticas.

As oportunidades de aprendizagem formal, não formal e informal podem desempenhar um papel importante nas transformações necessárias para construir as sociedades mais ambientalmente sustentáveis, paralelamente às iniciativas tomadas pelos diferentes governos, sociedade civil e setor privado. A educação configura valores e pontos de vista e também contribui para o desenvolvimento de competências, conceitos e ferramentas que podem ajudar a reverter ou erradicar práticas insustentáveis e permitir que os seres humanos vivam em melhor harmonia com a natureza.

  Paz

A educação é a pedra angular da paz

Segundo Azulay, a educação para a cidadania global promovida pela UNESCO está ancorada na ideia de que "a educação é uma abertura ao outro, um caminho de inteligência que leva ao entendimento intercultural, à reconciliação e à fraternidade".

A violência contínua e os conflitos armados afetam todos os direitos humanos e muitas vezes violam o direito à educação. Para prevenir a violência e construir uma paz sustentável, é necessário ter instituições democráticas e representativas, bem como sistemas legais que funcionem adequadamente. A educação é uma condição prévia da participação política, inclusão, promoção e democracia.

En el mejor de los casos, la educación puede catalizar y consolidar la paz, en particular cuando el acceso a esta es equitativo. Un estudio reciente basado en datos sobre 100 países a lo largo de más de 50 años arrojó que en aquellos en los que las diferencias en el ámbito educativo eran más significativas tenían mayor riesgo de verse afectados por conflictos.

Idealmente, a educação poderia catalisar e consolidar a paz, principalmente quando o acesso a ela é equitativo. Um estudo recente baseado em dados de 100 países ao longo de mais de 50 anos mostrou que naqueles em que as diferenças na educação eram mais significativas, havia maior risco de conflitos.

 

 Continue lendo 

Visite o site oficial do Dia Internacional da Educación 2020 (espanhol)

Resolução 73/25 (espanhol)

Mensagem de Audrey Azoulay, Diretora Geral da UNESCO (espanhol)

Data

Contato

Para tener más información sobre la celebración del Día Internacional de la Educación, contáctenos escribiendo a comunicaciones@iiep.unesco.org